Diferentes formas de consumir café

O café puro habita há muito tempo o cotidiano do brasileiro, mas essa bebida tão querida tem um enorme potencial a ser explorado. Descubra a seguir como expandir os horizontes para além do tradicional café coado ou expresso

A forma mais comum de consumo de café no Brasil é o tradicional cafezinho coado, seguido pelo espresso que caiu nas graças dos brasileiros, entretanto o universo de possibilidades de preparo da bebida é amplamente vasto e tem sido cada vez mais explorado em diversas formas.

Com mais ou menos água, acrescido de leite, chocolate, caramelo, sorvete e até mesmo bebidas alcoólicas, o café apresenta diversas potencialidades e possibilidades de combinação de texturas, intensidade e sabores, compondo bebidas igualmente incríveis mas com características muito diferentes.

Variando o café puro

Apesar de no ideário coletivo popular o café puro parecer sempre igual, existem na realidade várias formas de compô-lo. Partindo-se principalmente do espresso se originam variações da bebida apenas pela combinação de diferentes concentrações de água e café.

Ristretto, também conhecido como café curto, é a forma mais concentrada de se preparar um café. Conta com a mesma quantidade de pó utilizado no espresso, porém é extraído com um volume menor de água, resultando ao final em 15 a 20 ml de bebida pronta. É extremamente encorpado e traz características mais acentuadas e consistentes, proporcionando uma bebida intensa em todos seus atributos, o que justifica ser ele considerado o néctar do café.

O americano trata-se de uma composição bem diferente, sendo a forma mais diluída de preparo da bebida. Com uma média de 180 ml quando pronto conta com ⅓ do volume de café espresso acrescido de ⅔ de água quente. O resultado é uma bebida bastante diluída e mais suave, com aroma típico, sabor agradável e de fácil palatabilidade, agradando facilmente a diferentes consumidores.

Acrescente cremosidade com leite

A versão com menor quantidade de leite acrescido é o macchiato. Seu preparo consiste em um espresso com apenas espuma de leite vaporizado em cima. A combinação sutil permite que a pouca quantidade de leite constante minimize o amargor do café, proporcionando um espresso de sabor mais suave.

O mais conhecido dentre essa categoria é o popular capuccino, já amplamente consumido pelos brasileiros. Seu preparo leva ⅓ de café, ⅓ de leite e ⅓ de espuma do leite. Ao final, tem-se uma bebida de em média 150 ml, consistência cremosa, espuma densa e sabor equilibrado. Há também aqueles que acrescentam canela ou chocolate, enriquecendo ainda mais a composição.

Com grande quantidade de leite acrescido o latte pode até parecer um capuccino, mas são diferentes. O latte tem em média 150 ml e seu preparo leva apenas uma dose de espresso, sendo o volume restante completado com leite. O resultado é uma bebida mais suave, com mais sabor de leite que de café.

Para aqueles que apreciam bebidas mais doces e encorpadas o mocha é uma excelente alternativa. Também conhecido como mocaccino, é composto de uma base de ganache ou calda de chocolate, espresso e leite cremoso, o que origina uma bebida densa e muito agradável principalmente para quem não aprecia o tradicional amargor do café.

Enriquecendo os drinks

O café é tão apreciado que seu sabor também foi levado para a composição de drinks alcoólicos. Sendo uma bebida tão querida no Brasil, nada mais justo que a sua combinação com um drink tipicamente brasileiro: a caipirinha. A caipirinha de café consiste no acréscimo de um espresso gelado à tradicional caipirinha de limão, proporcionando um drink refrescante e com uma combinação de sabores inusitada e harmônica.

Irish coffe é uma bebida ideal para aquecer dias frios. Sua criação é atribuída a Joseph Sheridan que, para aquecer turistas que necessitaram fazer um pouso forçado em sua cidade, na Irlanda, acrescentou um pouco de uísque irlandês ao café quente com creme. Essa bebida é caracteristicamente encorpada, com sabor intenso e notas que remetem a chocolate ou caramelo, apresentando também um equilíbrio ideal entre o amargor do café, o amadeirado do uísque e a cremosidade da espuma de creme de leite fresco.

Seja no café da manhã ou no happy hour sempre vai existir um tipo de café que certamente se adapta para cada ocasião. Independente do preparo desejado é muito importante antes escolher um café de qualidade para ser a estrela da bebida e não há melhor opção que os cafés especiais. A Fazenda Aliança garante um café de altíssimo padrão, com grãos arábica 100% selecionados, proporcionando uma experiência incrível seja qual for o seu tipo de café preferido.

 

Conheça nossa linha completa de Cafés Especiais